28 de ago de 2010

Não somos mais amigos,será?

Quando temos uma amizade longa e feliz,achamos que nunca irá acabar,é mentira.Acho que todos sabemos. Mas à claro,exceções mas,são poucas.
Um dia alguém me prometeu amizade eterna,e eu realmente acreditei,de todo coração.Até um certo ponto foi lindo,como uma amizade 'perfeita' de ser,porém,como diz a música do Biquini Cavadão: ''Os dias passam,as pessoas mudam''.É. Isso mesmo,nossa amizade mudou,e junto com ela nós mudamos,não posso culpar o tempo,e muito menos a nós.Eu tentei trazer de volta aquela amizade que eu sabia,tava lá no fundo...mas foi em vão.Acho que ele não merecia.
Mas sinto uma enorme vontade de falar os meus problemas e minhas felicidades e conquistas a ele,mas não dá mais.Não posso.Não consigo.Ele vai me ouvir,eu sei,mas vai ser só mais uma coisa que ele ouviu,não irá da a importância que eu desejo. Eu fico pensando se a minha vida sem ele tá tão ruim assim ? Paro.Penso. Não,não está. Sou forte o suficiente. Mas ninguém,eu sei,poderá completar aquele vazio em mim que só ele preenche. É bobagem ? Talvez.

21 de ago de 2010

salve seu dia !


Como ?
1º ame todos que te amam de uma maneira legal.
2º ame seus inimigos
3º se você é incapaz disso,pelo menos seja gentil com eles
4º Sorria,mesmo que seu dia esteja uma droga !
5º Nada de ficar brigando por qualquer coisa
6º Faça o que tem vontade de fazer,mas,sem passar dos limites
7º Sabe aquela sua banda favorita? ESCUTE-A ! 
8º Saia com seus amigos
9º Fique pelo menos 1 hora com a sua família,fazendo algo produtivo
10º Quando alguém falar alguma coisa que te chateie,finja que nem é com você
11º Leia um livro interessante pra se distrair.
12º Assista um filme de comédia,ou comédia-romântica,até mesmo de terror :D
13º Faça uma boa ação ! 
14º Faça alguém feliz,sorrir,enfim..
15º Estude,por mais que isso seja para a maioria chato.

Bom,isso são alguns artificios que eu uso no meu dia-a-dia pra poder,pelo menos tentar salvar ele. E você? quais usa? :D

12 de ago de 2010

Apenas mais uma de amor.

''Costumava ser segura das minhas opiniões e análises,até que um dia eu fiz algo que pode ser considerado meio insano.Um garoto queria ficar comigo,mas eu não estava segura de que era isso que eu queria,mas também não quis dar ouvidos as outras pessoas,pois isso influenciaria a minha decisão.Um dia qualquer com os amigos,nós nos beijamos,mas foi uma coisa normal,não senti nada,e não sei se ele sentiu algo,pois ele queria muito isso,há muito tempo...
Os dias se passaram e eu não sabia o que dizer a ele,e o pior,como dizer a ele.Até que tive de tomar a coragem de ir lá,e enfrentar esse medo enorme que eu tenho,que é de dar um fora.. Não gosto que façam comigo,porque faria com os outros ? Mas ás vezes é necessário.
Fui lá,e disse o que eu pensava a respeito da palavra NÓS,ele até entendeu,mas eu sentia que ele ainda gostava de mim.
Meses se passaram até que ele começou a namorar com uma garota,eu fiquei feliz pelo ocorrido,feliz de verdade.Só que com isso nos afastamos,e brigas começaram a ficar constantes e ele e eu começamos a sentir uma certa raiva,e nos afastamos mais ainda.Eu ficava triste porque considerava ele um amigo especial.
E em uma noite qualquer,no teatro,nos encontramos fora do colégio por um mero acaso e força do destino - eu acho - nos falamos e ficamos conversando sobre a vida sem brigar,depois de muito tempo...E foi assim,especial pra mim. Quando dei por mim,estava com os lábios colados no dele,e tive uma sensação levemente conturbadora na minha mente,pois ele ainda estava namorando,mas quis aproveitar aquele momentos por apenas alguns segundos mais valiosos da minha vida.
Agora,eu fico aqui,sentada pensando nesse momento que ás vezes eu até penso ser inexistente.''

P.S: Essa história não é real,na verdade,só um pouco.

6 de ago de 2010

Meu post anônimo

''Querida pessoa,
Sou muito grata pela sua grosseria,sua falta de educação,sua indelicadeza e teu jeito hipócrita de ser. Você fala tanto de mim que não se repara,e eu acho que desde que me conheceu esqueçeu de se olhar no espelho,pois não ver a grande porcaria que você é. Admito que adoro sua sinceridade,que ás vezes até me diverte,mas,mais ainda tua falta de personalidade,que vive sendo influenciada pelas pessoas ao seu redor.
Juro,que costumava a te admirar pela pessoa que você é,mas desde que conheceu aqueles seus ''amigos'' não vejo pessoa alguma,além de um pequeno corpo com uma alma tão vazia.Não sei o que aconteceu,e muito menos o porquê que aconteceu. Mas gostaria realmente que me deixasse em paz,pois o que costumava ser amor,se tornou ódio.
Quando te vejo sinto o enorme desejo de te falar tanta coisa que fica aqui,entalado na garganta,mas me controlo,pois sei que se eu falasse me chamariam de louca. Por isso,deixo esse pequeno post pra você,minha cara pessoa.''

=)

2 de ago de 2010

17 anos


O tempo passou rápido,rápido demais.E eu ainda guardo lembranças e coisas que me aconteceram que já faz tanto tempo.. Eu acho que até lembro de quando estava no útero da minha mãe [ exagerei né?] 
Quando eu era bem criançinha,lembro que meu pai me levava ao colégio e me deixa bem na frente da minha sala,lembro de quando a minha turma foi em um parque - foi super legal -,lembro de quando queriam jogar uns bichinhos em mim,lembro de quando eu tive minha 'primeira paixão platônica',lembro da 1ª vez que fiz amizades que considerei amizade mesmo,lembro de quando eu fui dormir pela 1ª vez fora de casa,lembro de quando eu fugi pra ir numa festa,lembro de quando me ameaçaram - não é das boas -,lembro de quando eu tive meu 1º e 2º namorado,lembro de quando eu amei de verdade,lembro de quando eu chorei até meus olhos ficarem inchados,lembro de quando eu fiz um desenho de verdade,lembro de quando eu tomava banho de piscina na casa do vizinho,lembro de quando fica eternidades na frente do pc,lembro de quando eu decidi não me importar tanto assim,lembro de quando eu dei meu 1º beijo,lembro de quando eu ri e cai no chão da sala de aula,lembro de quando eu fiquei tão chateada que chamei tanto palavrão,lembro de quando eu fui pra minha 1ª rockada auheiu,lembro de quando eu bebi bebida alcoolica pela 1ª vez - eu não sabia que era -,lembro de quando eu cai de bicicleta e acabei com a metade do meu rosto,lembro de quando eu disse que odiava minha mãe,e me arrependi.
Nunca pensei que fosse conseguir chegar a essa idade,pensei que fosse morrer logo ou sei lá,simplesmente não existir mais.
Todas essas lembranças me levaram a ser o que eu sou hoje,boa ou ruim..

antes









 agora

1 de ago de 2010

Além da máscara

''num piscar de olhos tudo se transforma tá vendo? já passou! mas ao mesmo tempo esse mundo em movimento parece não mudar é igual ao que já era de onde menos se espera,dali mesmo é que não vem.visão de raio-x,o x dessa questão é ver além da máscara,além do que é sabido, além do que é sentido,ver além da máscara.''

Engenheiros do Hawaii